quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Acordo de coprodução audiovisual entre Brasil e Índia é promulgado


Produtores de audiovisual do Brasil e da Índia poderão, a partir de agora, realizar obras em conjunto usufruindo dos benefícios previstos no Decreto 7.597, promulgado em 1º de novembro de 2011.

Para que uma obra audiovisual seja considerada coprodução Brasil-Índia, cada uma das partes deverá contribuir financeira , técnica ou artisticamente com no mínimo 20% do orçamento total previsto. Também é necessário que os órgãos competentes de cada país sejam informados do interesse em gozar dos benefícios do acordo no prazo mínimo de 60 dias antes do início das filmagens.

O acordo prevê que as filmagens não precisam necessariamente acontecer no Brasil ou na Índia, podendo ser aprovada a locação em um país diferente daquele dos coprodutores. No entanto, os roteiristas, diretor, atores e demais membros da equipe técnica e artística devem ser residentes permanentes, assim como ter nacionalidade de um dos dois países. No caso de locação aprovada em um terceiro país, só poderão ser empregados figurantes e pessoal de equipe adicional. 


Fonte: Ancine


Um comentário:

Paulo Tamburro disse...

OLÁ CAROL,

SOU SEU MAIS NOVO SEGUIDOR.

EXCELENTE NOTÍCIA, ESTA NA HORA DO BRASIL ABRIR E DIVERSIFICAR SEUS MERCADOS A OUTROS PRODUTORES DE ARTE, INCLUSIVE CINEMA.

ESTOU LHE CONVIDANDO PARA CONHECER MEU BLOG DE HUMOR:

“HUMOR EM TEXTO”.

A CRÔNICA DESTA SEMANA É:

“UM HOMEM DE PEDRA”

CERTAMENTE, VOCÊ QUE NÃO É DE PEDRA, IRÁ SE IDENTIFICAR !!!

VENHA CONFERIR.

É DE HUMOR ...E DE GRAÇA

UM ABRAÇÃO CARIOCA