terça-feira, 3 de maio de 2011

Exposição em Salvador conta a história dos Direitos Humanos no Brasil

Imagem: Google Imagens

Fica em cartaz até o dia 8 de maio a exposição Direitos Humanos no Brasil, na Caixa Cultural Salvador. Composta por imagens de diversos fotógrafos e pinturas de artistas, que recontam as conquistas cívicas e os avanços da sociedade brasileira, a mostra tem curadoria de Denise Carvalho e textos do historiador e jornalista Gilberto Maringoni. A exposição conta com apoio da Caixa Econômica Federal e é patrocinada pela Petrobras, com recursos da Lei Rouanet. A realização é da Dinâmica Produções Culturais e a produção é da Aori Produções Culturais.

Inaugurada no ano passado, em Belo Horizonte, no dia 10 de dezembro (Dia Internacional da luta pelos Direitos Humanos) – fruto do livro homônimo, lançado na mesma ocasião –, a mostra também passou pelo Rio de Janeiro, apresentando Imagens jornalísticas e históricas, consagradas e inéditas, que contam a história da luta pela conquista dos Direitos Humanos no Brasil. O volume conta com dois ensaios curtos e 156 imagens históricas. A mostra apresenta 60 imagens do livro, ampliadas e contextualizadas através da história.

A exposição retrata a conquista do território brasileiro por parte dos portugueses, a dominação e o extermínio de inúmeros povos indígenas. Retrata também a escravidão negra, com a provável chegada das primeiras levas de africanos, em 1502, até a total libertação da escravatura, com destaque para a história marcante do Quilombo dos Palmares, os mercados de escravos e a Revolta dos Malês ocorrida em Salvador. A mostra também visita o massacre de Canudos, a Revolta da Vacina e da Chibata, e as lutas por melhores condições de trabalho, as primeiras greves, o tenentismo, a Revolução de Trinta e outros importantes capítulos da história cívica nacional recente.

A Caixa Cultural Salvador Rua Carlos Gomes, 57, Centro, e a exposição fica aberta ao público de terça a domingo, das 10h às 18h. O acesso é gratuito e indicado para uma faixa etária a partir de 10 anos. Mais informações pelo telefone (71) 3421-4200.

Nenhum comentário: