domingo, 3 de abril de 2011

Lançada segunda etapa do projeto que documenta a história do cinema baiano


Um extenso panorama da produção audiovisual realizada na Bahia ao longo do último século, com mais de 1.600 filmes cadastrados: esse é o resultado do projeto Filmografia Baiana: Memória Viva!, que agora apresenta ao público, através do site www.filmografiabaiana.com.br, todas as informações pesquisadas.

No próximo dia 6/4, às 20h, a Sala Walter da Silveira receberá cineastas, cineclubistas, pesquisadores e cinéfilos, que irão assistir ao lançamento do projeto. Buscando dar maior visibilidade à participação feminina no cinema local, a programação do evento, que faz parte da sessão Quartas Baianas, inclui a exibição de documentários recentes dirigidos por mulheres, a exemplo de ‘Hip Hop com Dendê’ (Fabíola Aquino e Lílian Machado, 2005).

Filmografia Baiana: Memória Viva!, projeto vencedor do Edital de Apoio à Pesquisa e Preservação da Memória Audiovisual Baiana do IRDEB, deu continuidade e aprofundamento ao Mapeamento da Filmografia Baiana (2008), que catalogou 1.412 filmes. Na primeira fase o objetivo era reunir somente os dados essenciais de cada película: ano de produção, suporte, gênero, direção e companhia produtora.

A segunda etapa, executada entre outubro de 2010 e março de 2011, atualizou e aprofundou o mapeamento inicial, acrescentando às informações básicas itens como sinopse, elenco, imagens, prêmios, créditos completos e cópias disponíveis. Além disso, as fontes primárias, ou seja, os próprios filmes passaram a ser utilizados no trabalho de pesquisa. A ênfase nesta etapa foi o período entre 1959, ano de estreia do longa-metragem ‘Redenção’, de Roberto Pires, e 2010.

Idealizada pela pesquisadora Laura Bezerra, esta iniciativa de documentação do cinema baiano visa divulgar e valorizar a produção audiovisual do estado, incentivar as pesquisas e contribuir para uma política de preservação do acervo filmográfico. Filmografia Baiana: Memória Viva! se diferencia pela abrangência: curtas e longas-metragens, independentemente do suporte utilizado, gênero, valor artístico ou comercial foram catalogados – desde o pioneiro ‘Regatas na Bahia’ (Diomenes Gramacho e José Dias da Costa, 1910) até as produções mais atuais. 

Pensada a longo prazo, a pesquisa será ampliada de forma gradativa, já que o cinema baiano, com 100 anos de existência, tem muitas histórias para contar. Hoje, o site do projeto conta com 1.650 filmes cadastrados, 62 de longa-metragem, e todas as informações podem ser acessadas gratuitamente pela comunidade.

Lançamento do projeto Filmografia Baiana: Memória Viva!

Data: 6/4, às 20h
Local: Sala Walter da Silveira - Rua General Labatut, 27. Subsolo - Barris, Salvador, BA.

Documentários que serão exibidos:
LONÁ DE ASFALTO (2002)
Curta-metragem, Sonoro, Não-ficção, P&B
Digital, 5 min
Brasil/Salvador (BA)
Direção: Marília Hughes Guerreiro e Aline Frey

XUKURU ORORUBÁ (2008)
Curta-metragem, Sonoro, Não-ficção, Colorido, P&B
35mm, Super-8, Digital, 15 min
Brasil/Salvador (BA)
Direção: Marcília Barros

HIP HOP COM DENDÊ (2005)
Curta-metragem, Sonoro, Não-ficção, Colorido
Digital, 15 min
Brasil/Salvador (BA)
Direção: Fabíola Aquino e Lílian Machado

UMBIGADA (2006)
Curta-metragem, Sonoro, Não-ficção, Colorido
Digital, 26 min
Brasil/Salvador (BA)
Direção: Gabriela Barreto e Janaína Quetzal

Fonte: Secretaria de Cultura da Bahia

Nenhum comentário: