sábado, 15 de agosto de 2009

Destaques da programação da Rádio MEC

Em 1923, com o prefixo SQA-A, entrava no ar a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro, que, 13 anos depois, seria rebatizada como Rádio Ministério da Educação, hoje, Rádio MEC.

A primeira rádio educativa do Brasil, fundada por Edgard Roquette-Pinto e Henrique Morize, não aceitava propaganda política ou comercial e nasceu com compromisso de levar educação e cultura à população brasileira. Por isso, sem condições de manter e modernizar o seu parque de equipamentos, em 7 de setembro de 1936, Roquette-Pinto decidiu doar a emissora a um órgão oficial - o então Ministério da Educação e Saúde -com a condição de que a rádio permanecesse fiel ao seu lema cultural e educativo. E assim foi feito.

No auge da sua história, a Rádio MEC chegou a manter três orquestras: Sinfônica, de Câmara e Afro-brasileira, além de um trio de violino, violoncelo e piano, de um quarteto de cordas, um coral, um conjunto de música antiga e um quadro de solistas e regentes formados por nomes como Francisco Mignone, Eleazar de Carvalho, Alceo Bocchino, Edino Krieger, Marlos Nobre, Guerra-Peixe, Noel Devos, Iberê Gomes Grosso, Abigail Gomes Moura e Altamiro Carrilho, entre outros

Rádio MEC hoje

A MEC AM - 800 kHz difunde a Música Popular Brasileira, com destaque para o samba e o choro, e apresenta programas variados que contemplam também a música regional, a bossa-nova, o jazz e a música instrumental.

A emissora promove a transmissão ao vivo de programas de Música Popular Brasileira, realizados tanto em seus estúdios quanto em eventos externos, nos teatros ou em casas de espetáculos da cidade. Incentiva igualmente a produção de outros gêneros de programas radiofônicos como a poesia, o radioteatro e o radioarte. Fazem parte da programação horários dedicados à educação e à formação da cidadania.

a MEC 98,9 FM é a única do estado a transmitir música de concerto em 90% de sua programação, com janelas de jazz, choro e música instrumental. Bach, Mozart, Villa-Lobos, Debussy, Verdi, Beethoven, Ernesto Nazareth, Chopin, Vivaldi, Radamés Gnatalli e vários outros grandes compositores são a alma do repertório da emissora.

Sua programação diária inclui agendas culturais relativas aos eventos musicais e de artes em geral que ocorrem na cidade e também fora do Rio de Janeiro. Constam da grade de programação alguns programas históricos, como o "Ópera Completa" , há 50 anos no ar, o "Concerto MEC" e o "Momento de Jazz". Sua programação musical conta, também, com importantes parcerias com as Rádios Nederland, Deutsche Welle e Rádio Cultura SP.

Na MEC FM alguns programas são realizados ao vivo e com a presença do público. É o caso do "Sala de Concerto", um recital realizado toda sexta-feira, transmitido diretamente do estúdio sinfônico da emissora, e do “Sala de Música Ao Vivo” que durante este ano apresenta concertos ao vivo, às terças-feiras , às 18 horas, na sede da emissora.


Confira os destaques da programação desta semana:


Ao Vivo Entre Amigos- 17h05
MEC AM – 800 Khz

Clarisse Grova e Leandro Braga


O Ao Vivo Entre Amigos desta semana promove o encontro da cantora e compositora Clarice Grova e compositor, pianista e arranjador Leandro Braga. Ela com sua voz poderosa e afinada, ele um dos pianistas mais requisitados da MPB. Juntos eles montaram o espetáculo Moda de Sangue, com o qual têm percorrido o Brasil .

O Ao Vivo entre Amigos é transmitido todas as quartas diretamente do Auditório Paulo Tapajós da Rádio MEC, com a presença do público. A entrada é franca e as senhas são distribuídas a partir das 16h.

Rádio MEC AM
Praça da República nº 141-A – Centro.

Produção e apresentação Marina Barreto.
Quinta, 2h; domingo, 12h.

O Choro é o destaque do Bossamoderna nesta quinta-feira, 20, às 23h, pela MEC FM. Chamado por alguns de jazz brasileiro, embora esteja mais associado às influências do barroco europeu, combinado à africanidade, o Choro segue, cada vez mais, novos caminhos estéticos. Desde a bossa de Os Cariocas (Chorinho Carioca, Choro de Bossa), Jongo Trio (Chorinho do Cido) e Carlos Lyra (Choro de Breque) a uma antecipadora fusão promovida, ainda em 1953, pelo violonista Laurindo de Almeida e o saxofonista americano Bud Shank, em torno de Carinhoso, de Pixinguinha. O noviço grupo 4 X Zero também fez uma revolucionária releitura de Tico Tico no Fubá, de (Zequinha de Abreu, assim como o guitarrista Dino Rangel revisitou o Choro de Tom Jobim e Nara Leão o Chorinho, de Chico Buarque.

Produção e apresentação Tárik de Souza.
MEC AM: terça, 22h.


Nossa Música – sábado 19h
MEC AM – 800KHz
Jacob do Bandolim

Esta semana o Nossa Música homenageia Jacob do Bandolim, relembrando os 40 anos da morte do músico. O artista nasceu em 1918 e foi criado na Lapa, Centro do Rio de Janeiro. Instrumentista de extraordinária sensibilidade, Jacob tinha um estilo singular de tocar bandolim. Foi um autodidata na música e só aos 32 anos de idade começou a tocar lendo a pauta musical. Sua casa em Jacarepaguá era uma referência musical no Rio de Janeiro, onde ele recebia personalidades, como Pixinguinha, Turíbio Santos, Paulinho da Viola, Maria Lucia Godoy, Clementina, Elizeth, entre outros.

Na seleção musical do programa estão as músicas: Noites Cariocas, Simplicidade, Flor de Abacate, Assanhado, Reminiscência, Doce de Côco, Agüenta Seu Fulgên]cio, Migalhas de Amor, Saracoteando, Sai do Caminho, Cabuloso, Diabinho Maluco, Treme Treme, Naquela Mesa, Alvorada Migalhas.

Produção e apresentação Aglaia Peltier.
Domingo, 23h.

Como sintonizar:
Rádio MEC AM Rio de Janeiro – AM 800 kHz
Radio MEC AM Brasília – AM 800 KHz
Rádio MEC FM Rio de Janeiro – FM 98,9 MHz
Rádio Nacional Rio de Janeiro – AM 1.130 kHz
Rádio Nacional AM Brasília – AM 980 kHz
Rádio Nacional FM Brasília – FM 96,1 MHz
Rádio Nacional AM Brasília – AM 980 kHz
Rádio Nacional da Amazônia – OC 11.780 kHz e 6.180 kHz
Rádio Nacional do Alto Solimões – AM 670KHz

Confira a programação completa no site da Rádio MEC, onde também é possível ouvir ao vivo os programas da Rádio.

Nenhum comentário: