terça-feira, 14 de julho de 2009

Incentivar é preciso. E possível.

No momento em que tanto se fala em falta de incentivo à cultura, o Governo de Minas Gerais dá o exemplo. No último dia 8 de julho ocorreu a entrega do Prêmio Governo de Minas Gerais de Literatura, na Academia Mineira de Letras. O Prêmio foi dividido em quatro categorias: Ficção, Poesia, Jovem Escritor Mineiro e Conjunto da Obra.


Luis Fernando Veríssimo levou o prêmio pelo conjunto de sua obra. Jornalista e escritor gaúcho, é filho do grande escritor Érico Veríssimo. É também cartunista e tradutor, além de roteirista de televisão, autor de teatro e músico, tendo tocado saxofone em alguns conjuntos. Com mais de 60 livros publicados, Veríssimo é reconhecido por seu olhar humorado e sagaz voltado ao cotidiano e às relações humanas. Em entrevista publicada no blog do Governo de Minas, o escritor ressaltou a importância da premiação, declarando que temos ótimos escritores e gente jovem aparecendo, mas por causa das restrições do mercado editorial brasileiro, a publicação fica difícil.

Com 24 anos, a estudante de Letras na UFMG, Maria Zilda Santos Freitas, teve seu romance ainda não publicado, “Insetos”, contemplado na categoria Jovem Escritor Mineiro. Na narrativa, a universitária apresenta a história de uma menina órfã, que ao se perder na cidade grande, torna-se uma observadora da metrópole. Assim como em “A Metamorfose”, de Franz Kafka, o inseto passa a ser um signo do absurdo, quando todos os personagens são metaforizados como insetos.

Na categoria Ficção, o filósofo mineiro Reni Andrade, recebeu por seu romance “Lugar” o prêmio disputado por outros 160 inscritos. Já na categoria Poesia, a mais concorrida, com 674 trabalhos, quem venceu foi o cearense Eduardo Jorge de Oliveira, pelo título “A língua do homem sem braço”.

Esse é o segundo ano do Prêmio de Literatura e outros três prêmios foram criados para incentivar o cinema, a música e as artes cênicas. Neste ano, serão distribuídos mais de R$ 7 milhões em incentivos, somando o Prêmio de Literatura, Filme em Minas, Música Minas e Cena Minas. Ainda na linha da incentivo à cultura, desde 2003, 3.495 projetos, em 156 municípios, foram atendidos pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura.

Para mais informações sobre as iniciativas de fomento e incentivo à cultura no estado de Minas Gerais, acesse: http://www.cultura.mg.gov.br/.

Lembrando que este blog está concorrendo ao Prêmio Top Blog na categoria Cultura. Para votar, basta clicar no selo que aparece aqui do lado direito. Divulguem!!! A votação vai até o dia 11/8!

Um comentário:

Carol Freitas disse...

Super oportunidade pra quem gosta de escrever...


:)