domingo, 31 de maio de 2009

Por trás da voz, uma surpresa


"Quando a turma reunia

Alguém sempre pedia
Ah! Dinorah, Dinorah..."

Esses foram os primeiros acordes que ouvi, entoados por uma linda voz, no Som Brasil Ivan Lins. Não conhecia, mas me encantei. Mal sabia eu que me surpreenderia ainda mais. Parecia que aquela figura tão delicada, que eu observava, atenta, no vídeo, não tinha limite quando o assunto era soltar a voz. Timbre marcante, mas delicado; forte, mas doce; uma voz de veludo, que me pegou de jeito, e me fez procurar quem era a sua dona.

Passado o encantamento inicial, descobri uma grande artista por trás daquela voz, que exalava delicadeza, e se estendiam em seus gestos e sua presença de palco indiscutivelmente profissional. Fui procurar pelo seu cd, mas ela ainda não tinha lançado. Uma pena, pois a minha sede de ouvir e conhecer mais daquela artista, era enorme. E, mal sabia eu, que estaria justamente aqui, nesse momento, escrevendo sobre o lançamento dessa linda cantora, que me encantou desde os primeiros acordes da música de Ivan Lins.

Verônica Ferriani começou a cantar profissionalmente apenas em 2004, mas já tem uma história na música. Ela estreou como vocalista da banda do compositor Chico Saraiva, vencedor do Prêmio Visa (2003), gravou em discos de Lúcio Maia (Nação Zumbi) e Flávio Henrique, dividiu palcos com Beth Carvalho, Jair Rodrigues, Élton Medeiros, Moacir Luz, Martinho da Vila, Tom Zé, Moska e Marcelo D2, além de ter participado do Som Brasil Ivan Lins, na Rede Globo, onde tive o prazer de conhecer seu trabalho.

E foi na temporada de shows no Traço de União, em São Paulo, abrindo shows de artistas como Nélson Sargento, Riachão, Walter Alfaiate, Wilson Moreira, Luiz Carlos da Vila e Billy Blanco, que veio o convite para uma temporada de dois anos no bar Carioca da Gema (Lapa), reduto do samba carioca. E, Verônica também faz parte da banda Gafieira São Paulo.

Verônica é formada em Arquitetura, mas, para felicidade dos ouvidos e corações apreciadores da boa música, ela se rendeu à arte de cantar. Mas, pensando bem, a precisão e lógica que exige a arquitetura, nós encontramos na grande técnica vocal de Verônica, já que a música – e seus “acordes perfeitos maiores” – exigem técnica e precisão matemática, algo que a referida cantora tem de sobra.

E, na próxima terça, 2 de junho, o público carioca terá o prazer de conferir o show de lançamento do CD de Verônica, no Centro Cultural Carioca. O álbum, produzido por BiD, com a parceria da própria cantora, tem, em suas 10 faixas, um repertório digno do talento de quem os interpreta. O disco reúne grandes nomes, como Gonzaguinha, em “Um sorriso nos lábios”, música que abre o CD, passando por “Com mais de trinta”, dos irmãos Marcos Valle e Paulo Sérgio Valle, e a romântica “Eu amo você”, de Cassiano e Silvio Rochael. Na faixa “Bem feito” (Rubens Nogueira / Paulo César Pinheiro), o timbre de Verônica envolve-nos de tal maneira, que a linda melodia da música fica. Ouvir apenas uma vez? Impossível. Ainda tem a divertida “Fez bobagem”, de Assis Valente, que traz o lado “samba” da cantora, e o batuque marcante da percussão não deixa ninguém parado.

Além de todo o talento de Verônica, que já mencionei diversas vezes até aqui, não podemos deixar de reconhecer a grande qualidade da banda que a acompanha. Os arranjos são de um primor e bom gosto notáveis. Não é um disco óbvio. Verônica conseguiu me surpreender mais uma vez. Eu, que achei que já conhecia todo o talento dela, percebi que ela pode – e vai- muito mais longe. Não há limites para essa andorinha, e ela ainda vai fazer verão em muitos palcos por esse mundo.

Lançamento do CD de Verônica Ferriani no Rio de Janeiro:
Data:
02 de junho (terça)
Local:
Centro Cultural Carioca
Endereço:
Rua do Teatro, 37 - Centro (RJ)
Horário:
21hs
Preço: R$ 15









Conheça mais do trabalho de Verônica:
Site Oficial
Myspace
Comunidade no Orkut

Lembrando que este blog está concorrendo ao Prêmio Top Blog na categoria Cultura. Para votar, basta clicar no selo que aparece aqui do lado direito. Divulguem!!!

3 comentários:

Zózimo Trabuco disse...

A Verônica é incrível.

Cariocas, aproveitem.

E que a Verônica venha para a Bahia o mais breve possível.

Danny Reis disse...

Oi, minha jornalista! Você me esqueceu, mas eu não me esqueço de você, viu? =)))
Adorei a matéria! Você não sossega nunca mais, né? Parabéns!!! Já falei que você vai longe - e repito.
Fiquei bem curiosa pra ouvir o CD da Verônica, que eu já vi cantando (e arrasando) ao vivo!
Ah, e votei no seu blog, é claro!
Beijão!

Danny Reis disse...

Hahahahaha! É carência! Ou saudade de tu. Deixa pra lá... =)
Beijo procê!