sábado, 17 de janeiro de 2009

A "não obviedade" da música

Nada como começar o ano com boas novidades. E quando essa novidade é musical e de boa qualidade, não há maior prazer do que dividi-la com apaixonados pela música, como eu. Pois a novidade que trago no primeiro post de 2009 já passou por aqui uma vez. Desde então, muitas coisas aconteceram. E, hoje, venho apresentar o recém lançado CD dessa cantora gaúcha que é puro talento. O CD “Sambô”, de Renata Adegas é “uma salada de frutas de balanço e de mexer”.

Com sua voz envolvente, Renata dá um toque especial a cada nota que canta. É tudo feito com um cuidado e dedicação que são claros para quem a ouve. Juntando isso às belas letras, “Sambô” é um CD imperdível. E a mistura é garantida pelos ritmos variados presentes nas faixas, o que aumenta ainda mais a riqueza de seu trabalho.

Renata se mostra uma artista de muitas vertentes, assinando cinco músicas de seu CD, além de ser uma intérprete de muita qualidade, como em “Recado”, de Gonzaguinha. Outro destaque é “Cara-de-pau”, uma de suas composições com Michel Dorfman, uma música alto astral e de ritmo envolvente. Os arranjos do CD também merecem seu destaque, por sua qualidade, tornando as melodias agradáveis aos ouvidos, ao mesmo tempo em que surpreende. As músicas de Renata não são nada óbvias. E essa “não obviedade” no trabalho da cantora também se deve ao fato das influências que ela possui, que vão do pop rock à MPB, e foram conquistadas ao longo do caminho que sua carreira percorreu, até chegar nesse momento, com um trabalho sólido e autoral.

Renata iniciou sua carreira na Soul Addiction, uma banda cover de pop rock, se apresentando em diversos bares de Porto Alegre. Em 2002, quando Renata foi convidada para integrar a banda do Abbey Road Studio Pub, a MPB começou a entrar na sua vida. Ela, que era bailarina e nunca tinha pensado em ser cantora, foi descobrindo aos poucos sua paixão pela música, e, através dos anos, direcionando para onde queria que sua carreira seguisse.

A convite dos donos do Abbey, Renata montou um show com músicas de Elis Regina. Após meses de ensaio, mergulhando fundo no universo da cantora, Renata estreou o show, e foi se tornando conhecida no cenário musical de Porto Alegre. Além de integrar as duas bandas, Renata tem em seu currículo participação na trilha sonora dos filmes "O homem que copiava" e "Extremo Sul", em que foi dirigida pelo produtor Léo Henquin, integrante da banda Papas Da Língua.

E a turnê de “Sambô” já teve sua estréia em Porto Alegre, e a música “Sambô sambô” está entre as tocadas no programa “Faro MPB”, da rádio MPB FM, no Rio de Janeiro. E seu site já está no ar, trazendo todas as novidades da carreira da cantora. Aos poucos, o trabalho de Renata vai se espalhando, com votos de chegar em cada canto desse país.

Construir uma carreira sólida requer tempo, dedicação e experiência. Renata conquistou isso – e muito bem – desde o início de sua carreira até aqui. E, se hoje vemos um trabalho maduro e bem estruturado, muito se deve ao fato de ela ter encontrado o seu caminho dentro da música. É fácil de perceber quando um artista tem certeza e confiança no trabalho que executa. E, quando ele é feito com amor, o resultado só pode ser positivo. Vida longa à carreira de Renata Adegas!

Conheça o trabalho de Renata Adegas:
Site oficial
Myspace
Comunidade no Orkut

Onde comprar o CD "Sambô"
Livraria Cultura

Um comentário:

Renata disse...

Oi Carol querida!
Tá lindo o texto adorei, obrigada pelas palavras e pela amizade!
Beijos grandes e muito sucesso pra ti!